Cidades mineiras candidatas para receber a primeira fábrica da Heineken construída no Brasil estão sendo avaliadas pela holandesa

Editado em 21/02/2022
A Heineken, segundo maior grupo cervejeiro presente no Brasil, está evoluindo nas análises de qual cidade mineira irá receber sua nova fábrica no Brasil, a primeira construída pela gigante no país.

A multinacional desmentiu que anunciará um lista mais restrita dos municípios que estariam numa na reta final da disputa. O local da fábrica em Minas deverá ser decidido até o final de abril, de acordo com a empresa.

A corrida para receber a nova fábrica da Heineken tem sido acirrada no último mês com mais de 200 cidades mineiras se candidatando para receber o projeto que contará com aporte de cerca de 1,8 bilhão de reais da multinacional.

Todo este movimento ocorreu após a desistência da Heineken no início deste ano de um projeto de fábrica na cidade de Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte, devido a problemas de viabilidade ambiental. A Heineken, porém, manteve o compromisso de permanecer com o investimento dentro do estado de Minas Gerais.

De acordo com o jornal O Tempo, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, externou sua preferência de que a cidade escolhida fosse a de Uberaba, que já possui a fábrica de uma gigante do mercado nacional em seu município. Porém o governante reiterou que a decisão da empresa será estritamente técnica.

Segundo fontes, a Heineken exige três fatores para instalar sua fábrica em Minas Gerais. O terreno para instalação necessita ter ao menos 50 hectares, ser plano e ter água corrente para a produção da cerveja e de preferência pertencer a iniciativa privada. Facilidade logística para distribuição é também um ponto importante para a tomada de decisão.

A fábrica será o primeiro investimento na construção de uma unidade de produção no Brasil da holandesa. Todas as cervejarias da Heineken presentes no país são oriundas de sua série de aquisições implementadas no mercado nacional, onde a mais importante foi a compra da Brasil Kirin em 2017. Atualmente, o Brasil é o maior mercado do mundo da Heineken.

Disputa das cidades por fábrica em Minas Gerais da Heineken tem alguns destaques

Entre as cidades que estão no páreo para receber o projeto estão Juiz de Fora, cidade-polo da Zona da Mata, as cidades históricas Mariana e Ouro Preto, Pirapora, situada às margens Rio São Francisco, na região norte de Minas e Frutal, Patrocínio e Uberaba, no Triângulo mineiro.

De acordo com o jornal O Tempo, a cidade de Ouro Preto, por exemplo, levantou diversas áreas com potencial para apresentar à cervejaria que se adequam as exigências realizadas pela empresa e, além disso, expôs um plano de marketing com o turismo da cidade.

O jornal mineiro mencionou ainda o retorno da cidade de Pedro Leopoldo a disputa, dentre os encontros que têm acontecido dentro da corrida da cidade para receber a instalação da fábrica.

A nova cervejaria deverá contar com capacidade de produção de 760 milhões de litros por ano e ajudará a compor o volume destinado a vendas crescentes no sudeste dentro do portfólio da Heineken.

 

FONTE: https://catalisi.com.br/heineken-cidades-finalistas-para-receber-sua-fabrica-minas/