O Governo do Estado entregou nesta sexta-feira (7) a licença ambiental de instalação para a primeira fase de construção da Maltaria Campos Gerais, durante a inauguração do Centro de Eventos da Cooperativa Agrária Agroindustrial, em Guarapuava, no Centro-Sul do Estado. O documento foi entregue ao presidente da cooperativa, Jorge Karl, pelo secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, representando o governador Carlos Massa Ratinho Junior — que não pôde comparecer por conta do diagnóstico de Covid-19.

O empreendimento será construído em um terreno de 395 mil metros quadrados, localizado no km 318 da PR-151, na cidade de Ponta Grossa (Campos Gerais), e o investimento estimado é de R$ 1,5 bilhão. “Quero entregar a licença de instalação para as novas estruturas que estão sendo montadas na Maltaria e agora a equipe do IAT entregará a futura licença em tempo recorde”, comemorou Sandro Alex.

A licença contempla uma série de requisitos exigidos para empreendimentos de grande porte, como plano de controle ambiental, outorga de lançamento e captação, entre outras exigências. “A elaboração da licença ambiental seguiu todos os ritos necessários e contempla a segurança técnica e jurídica para a instalação de empreendimentos de grande porte”, lembrou o diretor-presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton Souza.

O documento é válido para a obra como um todo, já que, além da Agrária, o projeto de intercooperação reúne as cooperativas Bom Jesus (Lapa), Capal (Arapoti), Castrolanda (Castro), Coopagrícola (Ponta Grossa) e a Frísia (Carambeí). Na primeira etapa, a previsão é que a planta produza 240 toneladas de malte por ano, cerca de 15% do volume do consumo atual do País.

ETAPAS – A construção da maltaria será feita em duas etapas. A previsão é que a primeira fase seja concluída até 2028, e a segunda parte dos investimentos finalize em 2032. O empreendimento deve gerar cerca de 3 mil empregos diretos e indiretos, além de beneficiar aproximadamente 12 mil cooperados das seis entidades. As cooperativas envolvidas no projeto passaram a receber o acompanhamento dos técnicos da Invest Paraná para a concretização do investimento.

PRESENÇAS – Participaram do evento o prefeito de Guarapuava, Celso Góes; o vice-prefeito Samuel Ribas de Abreu; o secretário estadual do Planejamento, Valdemar Jorge; o diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza; o presidente em exercício da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Manoel Luiz de Azevedo; a deputada federal Aline Sleutjes; o deputado federal Reinhold Stephanes Junior; os deputados estaduais Artagão de Mattos Leão e Cristina Silvestri; a gerente-geral da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Tânia Zanella; e demais autoridades, entre outras autoridades.

 

FONTE: https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Estado-entrega-licenca-ambiental-para-primeira-fase-de-construcao-da-Maltaria-Campos-Gerais